Capes premia projeto desenvolvido por pesquisadores do LivES e LIA da UFMS

Sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

O projeto “Mineração de Dados para Predição de Evasão em Ambientes de Ensino a Distância da UFMS” garantiu a segunda colocação nacional e foi premiado no I Workshop de Inovação da Diretoria de Educação, realizado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Desenvolvido pelos professores Ricardo Marcacini, do Campus de Três Lagoas (CPTL), e Bruno Nogueira, da Faculdade de Computação (Facom), o projeto visa o desenvolvimento da ferramenta Websensors Analytics – EAD. Esta ferramenta é capaz de identificar padrões de evasão em acadêmicos matriculados utilizando algoritmos de Aprendizado de Máquina aplicados em processos de Mineração de Dados Educacionais e dados oriundos de plataformas de Ensino a Distância.

O projeto “Mineração de Dados para Predição de Evasão em Ambientes de Ensino a Distância da UFMS” garantiu a segunda colocação nacional e foi premiado no I Workshop de Inovação da Diretoria de Educação, realizado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Desenvolvido pelos professores Ricardo Marcacini, do Campus de Três Lagoas (CPTL), e Bruno Nogueira, da Faculdade de Computação (Facom), o projeto visa o desenvolvimento da ferramenta Websensors Analytics – EAD. Esta ferramenta é capaz de identificar padrões de evasão em acadêmicos matriculados utilizando algoritmos de Aprendizado de Máquina aplicados em processos de Mineração de Dados Educacionais e dados oriundos de plataformas de Ensino a Distância.

“Por meio desta ferramenta é possível predizer a probabilidade de evasão de acadêmicos, bem como monitorar grupos de risco de evasão. Com isso, dá-se suporte aos gestores do processo educacional e uma postura proativa no combate à evasão”, explica o professor Bruno Nogueira.

Esta postura proativa se dará com a possibilidade que a Websensors Analytics – EAD oferece de traçar perfis dos acadêmicos e identificar quais possuem dificuldades. Dessa forma, antes de o semestre letivo encerrar a instituição poderá alertar tutores e professores para auxiliarem estes alunos a permanecerem no curso.

A aplicação prática da ferramenta na UFMS será já em 2019, nos cursos e disciplinas ministradas por Ensino a Distância, em uma parceria com a Secretaria Especial de Educação a Distância e Formação de Professores (Sedfor). A plataforma desenvolvida também está disponível para toda a rede de universidades da Universidade Aberta do Brasil (UAB).

Para o professor Bruno Nogueira, o projeto ter sido premiado é um incentivo para continuar com as pesquisas. “O prêmio traz novo fôlego às nossas pesquisas e indica que estamos no caminho certo. Ainda mostra que o trabalho realizado pode, de fato, trazer benefícios para a melhoria da educação em nosso país”.

Inovação

O desenvolvimento do projeto foi possível graças aos editais de inovação promovidos pela Capes entre os anos de 2015 e 2017. Os editais de inovação têm o objetivo de estimular pesquisadores a desenvolverem e aplicarem métodos novos para problemas e demandas presentes na sociedade. “Editais como esse são uma forma de retornar para a sociedade todo o investimento feito nas pesquisas realizadas em instituições públicas, como é o nosso caso, e assim estimular a economia e o desenvolvimento do país por meio da criação de tecnologia de ponta”, afirma Bruno Nogueira.

 

Mais detalhes:

http://www.capes.gov.br/sala-de-imprensa/noticias/9270-workshop-premia-inovacoes-tecnologicas

http://www.capes.gov.br/sala-de-imprensa/noticias/9289-estudos-buscam-solucoes-para-evitar-a-evasao-de-alunos

 

Texto: Leticia Bueno

 

 

  • canon
  • canon
  • canon
  • canon
  • canon
  • canon
  • canon
  • canon
  • canon

PESQUISA

Engenharia de Software e Inteligência Computacional
 

PÓS-GRADUAÇÃO

Mestrado acadêmico e profissional em Computação
 

67 3509 3813

FALE CONOSCO PARA MAIS INFORMAÇÕES