SEE Kids: Um App de Aprendizagem para Deficientes Visuais

Coordenador: Vitor Mesaque Alves de Lima

Recurso Financeiro: R$ 99 860,00

Fonte de Recurso: MEC/PROEXT

Categoria: Inov. e Tecnologia

CONTATO | vitor.lima@ufms.br

Sobre o Projeto

Com a disseminação de dispositivos móveis na educação, inclusive nas séries mais básicas, a quantidade de aplicativos que apoiam o processo de alfabetização das crianças tem aumentando rapidamente. No entanto, crianças com deficiência visual ainda estão muito aquém de usufruir todos os benefícios que estes dispositivos podem trazer para o apoio a aprendizagem. O acesso à informação através desses dispositivos representa um novo desafio de interação para os usuários com deficiência visual, afinal possuem uma superfície vítrea com diversos elementos visuais, sem uma referência em relevo para exploração táctil. Este projeto visa desenvolver o aplicativo móvel SEE Kids, que fornecerá recursos tecnológicos para apoiar o processo de ensino-aprendizagem na alfabetização de crianças cegas. O aplicativo será desenvolvido utilizando tecnologias assistivas, explorando de forma interativa, por meio de sons, gestos e vibrações a representação do alfabeto, sílabas simples, sílabas complexas, palavras e frases. O aplicativo será subdividido em três módulos conceituais que representarão as etapas do processo de ensino-aprendizagem na alfabetização de crianças cegas, utilizando técnicas para a estimulação sensorial e a criação de esquemas de percepção associados a cada etapa da aprendizagem. O levantamento de requisitos para o desenvolvimento do aplicativo será realizado junto ao ISMAC (Instituto Sul Mato Grossense para Cegos Florildos Vargas), instituto que oferece atendimento especializado a crianças com deficiência visual. Com o desenvolvimento deste projeto, pretende-se apoiar o desenvolvimento e implementação de conteúdos digitais voltados para a educação especial de crianças cegas, bem como utilizar a tecnologia para prover meios que auxiliem no seu desenvolvimento cognitivo e sensorial, utilizando o tato e a audição. Este projeto dá continuidade as ações iniciadas com o projeto SEE (Um Aplicativo de Aprendizagem para Deficientes Visuais em Dispositivos Móveis), desenvolvidas no LivES (Laboratório de inovação em Engenharia de Software) em parceria com o ISMAC no ano de 2015. O projeto SEE, alcançou os seus objetivos e superou as expectativas de todos os envolvidos, surgindo o interesse por novos projetos na área. Assim, com a experiência adquirida, o SEE Kids surge como a resposta para as necessidaddes levantadas no processo de apoio a alfabetização de crianças cegas.

 

 

"Acredito que a realização desse projeto terá um relevante impacto social e acadêmico, fazendo com o que as nossas pesquisas na universidade cheguem até a sociedade a fim de promover a cidadania e inclusão social. Por meio de tecnologias assistivas aplicadas em dispositivos móveis, acreditamos que podemos apoiar o processo de alfabetização de mais de sete mil crianças cegas em todo o Brasil. Os alunos envolvidos no projeto estão vivenciando o processo de desenvolvimento de software na prática, desde a sua concepção até a construção, sendo estimulados a desenvolver ideias e inovação social e tecnológica. A nossa equipe é multidisciplinar, envolvendo docentes de diferentes áreas de conhecimento, o que torna ímpar a experiência de desenvolvimento desta ação de extensão."  - Prof. Vitor Mesaque (Coordenador do projeto SEE Kids).

 

"Com o meu segundo ano de projeto See iniciando, tenho cada vez mais a certeza de que esse projeto acadêmico faz minha graduação ficar cada vez mais importante. A graduação por si só já é uma grande coisa, mas com um projeto dessa magnitude e importância na área, torna tudo mais especial, tratar com a deficiência visual, uma coisa fora da minha zona de conforto e de familiaridade, esta cada vez mais empolgante e enriquecedor, como aluna, e como pessoa." - Mariany Morais (Aluna do curso de Sistemas de Informação e membro do projeto)

 

 

 

"Lidar com a dificuldade da inclusão dos deficientes visuais, no projeto See, me fez crescer como desenvolvedor, tendo uma nova mentalidade e buscando uma usabilidade mais simples e eficiente para minhas aplicações, e como pessoa, convivendo com o tema e com deficientes, o pessoal do ISMAC e convidados. Agora com o See Kids o LivES enfrenta um desafio ainda mais importante, o foco em crianças. É muito gratificante ver nosso curso e os alunos empenhados com esse tema." - Marcelo Henrique Pereira Lima (Aluno do curso de Sistemas de Informação e membro do projeto)

  • canon
  • canon
  • canon
  • canon
  • canon
  • canon
  • canon
  • canon
  • canon

PESQUISA

Engenharia de Software e Inteligência Computacional
 

PÓS-GRADUAÇÃO

Mestrado acadêmico e profissional em Computação
 

67 3509 3813

FALE CONOSCO PARA MAIS INFORMAÇÕES